Manutenção preditiva, proativa e corretiva: entenda as diferenças

Manutenção preditiva, proativa e corretiva: entenda as diferenças

A manutenção da infraestrutura de TI deve ser feita por qualquer empreendimento que visa manter os seus equipamentos e sistemas funcionando corretamente. Além disso, essa rotina reduz custos de gestão e aumenta a capacidade do negócio responder a falhas operacionais.

Nesse sentido, as rotinas de manutenção podem ser direcionadas para a identificação ágil de problemas, prevenção de falhas e correção de erros com agilidade.

Quer saber como a manutenção preventiva se diferencia da manutenção preditiva, proativa e da corretiva? Descubra no post de hoje:

Como a manutenção preditiva é executada

As rotinas de manutenção preditiva podem ser definidas como aquelas que buscam eliminar ou reduzir as chances de problemas na infraestrutura ocorrerem a médio e longo prazo.

Ela inclui (mas não se limita) a criação de backups de dados, otimização de equipamentos e configuração de sistemas de acordo com as demandas do negócio. Dessa forma, técnicos e analistas podem garantir que todas as soluções de TI apresentarão o melhor desempenho possível a médio e longo prazo.

Manutenção corretiva: eliminando problemas com agilidade

A manutenção corretiva é utilizada para eliminar problemas assim que eles ocorrem. Ela é considerada, por muitos especialistas em TI, uma das estratégias mais ineficazes que podem ser adotadas por uma empresa.

Como o empreendimento não trabalha com políticas de prevenção e correção de erros pré-definidas, técnicos e analistas podem demorar mais para eliminar falhas e restaurar serviços de TI. Consequentemente, o prejuízo causado por esse tipo de ocorrência será significativamente mais alto, como perda de dados e perda de clientes.

Para que a manutenção corretiva tenha uma capacidade de eliminar rapidamente problemas, como a indisponibilidade de servidores, o gestor de TI deve treinar os seus funcionários para que eles tenham um amplo conhecimento sobre a infraestrutura do negócio e os principais problemas que podem ocorrer a médio e longo prazo. Dessa forma, técnicos conseguirão rastrear a origem de falhas com mais agilidade.

Quais as características da manutenção proativa

A manutenção proativa é voltada para a resposta rápida contra qualquer tipo de falha que possa ocorrer na infraestrutura de TI. Nesse sentido, além de incluir alguns processos de manutenção preventiva, esse tipo de rotina operacional pode adotar a execução de treinamentos constantemente e realizar o levantamento de pontos críticos da infraestrutura do negócio.

Junto a isso, a empresa pode adotar sistemas de monitoramento de dados. Eles permitem que o estado da infraestrutura seja avaliado em tempo real. Dessa forma, técnicos conseguirão identificar com agilidade e segurança a origem de problemas, reduzindo o impacto que eles podem causar na produtividade do negócio.

Ao contrário da manutenção corretiva, esse tipo de rotina não “espera” que o problema torne-se grande para tomar medidas de correção, o que poderá diminuir de forma significativa o impacto causado por eles nos processos do negócio.

Isso reduz as chances de o negócio ter que interromper as suas atividades em função de problemas na infraestrutura e, como consequência, a performance dos serviços da empresa será mantida independente do que ocorra.

E ai, gostou do nosso post e quer acompanhar as principais notícias sobre tecnologia? Então curta a nossa página do Facebook e fique por dentro de todas as novidades que compartilhamos!