5 erros comuns de segurança da informação que sua empresa deve evitar!

Segurança da informação

As políticas de segurança da informação são cruciais para garantir o sucesso das estratégias de TI do negócio e para que a empresa possa se proteger contra as principais ameaças do mundo digital.

Em um cenário onde malwares e outras técnicas de ataque tornam-se cada vez mais complexas, possuir a capacidade baixa de se proteger contra falhas pode ser fatal. Para evitar problemas, uma das melhores estratégias é conhecer os principais erros de segurança da informação e aprender a eliminá-los.

Quer saber como isso pode ser feito? Então dê uma olhada nessa lista com os erros de segurança da informação mais comuns!

 

1. Dar muitos direitos de acesso aos usuários

Entre os erros em segurança digital que podem causar um grande impacto na infraestrutura da empresa, um dos maiores é o excesso de privilégios de acesso dado a usuários.

Nesse sentido, o gestor de TI deve sempre desenvolver políticas de acesso que reduzam o acesso a dados ao mínimo possível. Dessa forma, caso alguma conta seja comprometida, o impacto causado nos sistemas internos será reduzido drasticamente.

2. Não utilizar logs para controlar alterações na infraestrutura de TI

Os logs são arquivos importantes para gestores que buscam um controle mais amplo sobre as mudanças na infraestrutura de TI de um negócio. Eles registram todas as alterações feitas no ambiente operacional, como mudanças em arquivos, pedidos de acesso e conexões feitas com outros servidores.

Em busca de uma política de segurança digital mais robusta e confiável, o gestor de TI pode implementar o uso de logs como uma forma ferramenta estratégica. A origem de problemas será rastreada com mais facilidade e, como consequência, técnicos poderão tornar o ambiente de TI mais seguro e confiável.

3. Ignorar novas tendências e ameaças de segurança digital

As soluções de TI voltadas para o mercado de segurança mais poderosas conseguem se adaptar rapidamente a novas ameaças e, assim, auxiliar gestores a sempre terem um ambiente de trabalho confiável. Diante disso, manter-se atualizado com as principais tendências da área é crucial para especialistas em tecnologia que buscam prestar um trabalho de qualidade.

Tenha em mente que novas ameaças surgem diariamente, utilizando técnicas mais complexas e capazes de causar um impacto maior no ambiente de trabalho do negócio.

Como consequência, estar preparado para avaliar como cada ameaça pode afetar o seu negócio e conhecer as melhores técnicas de contenção de ataques pode fazer a diferença, especialmente quando a empresa for vítima de um malware.

4. Não realizar backups

Possuir uma política de backups tornou-se algo quase obrigatório para qualquer empresa que possua a tecnologia profundamente integrada aos seus processos operacionais. Manter cópias dos principais dados do negócio auxilia a empresa a se recuperar de falhas, perda de dados, e diversos problemas operacionais com mais agilidade e segurança.

Seja na nuvem ou localmente, o backup de dados deve ser feito regularmente, dando mais segurança e confiabilidade para a os serviços digitais do negócio.

5. Não considerar os gastos com segurança digital um investimento

Muitas empresas costumam considerar os gastos com tecnologia como um custo operacional – e não como um investimento. Esse erro deve ser evitado, especialmente quando falamos de segurança digital. Hoje, diante da sua importância para os processos internos, a tecnologia deve ser vista como um investimento estratégico.

Bem feito, ele criará novos fluxos de inovação e eficiência. Toda a empresa contará com sistemas mais robustos e preparados para enfrentar os desafios diários do mundo corporativo. Ao investir em segurança digital, a empresa fortalece a sua infraestrutura de TI e mantém dados protegidos contra malwares e ataques.

Gostou do nosso post? Compartilhe-o nas redes sociais e auxilie outras pessoas a conhecerem os principais erros de segurança da informação!